sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Disfunção Erétil

 

O que é Disfunção Erétil?

Sinônimos: impotência sexual, disfunção erétil
Disfunção erétil ou impotência sexual é a incapacidade de iniciar e de manter uma ereção em, pelo menos, 50% das tentativas durante a relação sexual. Essa disfunção incapacita o homem a obter ou manter ereções suficientemente rígidas para a penetração vaginal, impedindo a satisfação sexual.
Disfunção erétil: entenda o problema

Causas

A impotência sexual está relacionada a diversas doenças e tratar a disfunção envolve obrigatoriamente a descoberta de sua causa.

São causas de impotência:

  • Distúrbios psicológicos
  • Doenças hormonais (diabetes, queda de testosterona, problemas endócrinos)
  • Doenças neurológicas (lesões na medula, mal de Alzheimer e Parkinson)
  • Doenças vasculares, que causam entupimento das artérias e veias, prejudicando a chegada do sangue ao pênis (hipertensão arterial, aterosclerose)
  • Consumo excessivo de medicamentos
  • Alcoolismo e tabagismo.

Sintomas de Disfunção Erétil

Dentre os sinais e sintomas da impotência sexual, destacam-se:
  • Redução do tamanho e da rigidez peniana
  • Incapacidade de obter e manter a ereção
  • Redução dos pelos corporais
  • Atrofia ou ausência testicular
  • Pênis deformado
  • Doença vascular periférica
  • Neuropatia (distúrbio das funções do sistema nervoso).
É importante ressaltar que apenas o envelhecimento não constitui uma causa de impotência.

Diagnóstico de Disfunção Erétil

A impotência tem cura e o primeiro passo é o diagnóstico correto.


Um dos exames realizados para detectar a impotência é a avaliação física global - teste de intumescência peniana noturna - realizada com auxílio de equipamentos específicos. Como todo homem tende a ter ereção dormindo, o aparelho mede a sua qualidade e a quantidade durante determinada fase do sono. O equipamento possui dois anéis conectados a eletrodos, colocados em volta do pênis, que analisam a qualidade das ereções noturnas e traçam um gráfico completo. Se as ereções espontâneas forem satisfatórias, significa que o sangue chega ao pênis e é corretamente represado. O distúrbio, portanto, tem fundo psicológico.
Outro recurso usado para o diagnóstico é o ecodoppler peniano, utilizado para medir o fluxo arterial e identificar eventuais obstruções arteriais penianas.
Um método menos popular são as injeções intracavernosas (dentro do corpo cavernoso do pênis) que aumentam o fluxo sanguíneo das artérias, diminuem o calibre das veias e relaxam a musculatura local, produzindo a ereção. O exame é feito no consultório médico e o remédio faz efeito em 10 a 20 minutos. Quem tem problemas psicológicos responde positivamente a este exame.


Tratamento de Disfunção Erétil

O tipo de tratamento depende da sua causa e do estilo de vida do indivíduo.


Após ser detectada a impotência sexual através de um diagnóstico clínico, existirão vários recursos para tratamento. Dentre esses recursos, tem-se: psicoterapia, reposição hormonal após os 45 anos de idade, autoinjeção, prótese, géis e cremes e enrijecimento por sucção.


Fontes e referências:
  • Ministério da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário