sábado, 18 de fevereiro de 2012

BALANITE E BALANOPOSTITE


DEFINIÇÃO
Quadro inflamatório (edema e vermelhidão) que acomete a glande (balanite) e a mucosa prepucial (balanopostite). Tem origem por diversos fatores (infecciosa, traumática ou irritativa). Muito frequente no consultório e também muito negligenciada.

FATORES PREDISPONENTES
• Falta de higiene
• Diabetes Melitos
• Não circuncisão

CLASSIFICAÇÃO
Grupo 1: edema e vermelhidão
Grupo 2: + vesículas, erosões ou ulcerações
Grupo 3: + pápulas ou placas

DIAGNOSTICO
85% das vezes estabelecido pelo exame físico.
GRUPO 1
Candidíase: exsudato esbranquiçado, sem odor.
Bactérias anaeróbias: cheiro fétido.
Gardnerella: cheiro de peixe.
Trauma: acidente ou fricção.
Atópica: irritação ou alergia (crônica, virilha, lavagem frequente).
Outras: tricomonas, estreptococos, etc.
GRUPO 2
Drogas: reação medicamentosa
Herpes: recorrente, vesículas dolorosas seguidas de ulceração múltipla, bordas irregulares.
Balanite circinada: decorrente da síndrome de Reiter.
Sífilis primaria: ulceração endurecida única indolor com base limpa.
Cancro mole: ulceração amolecida múltipla dolorosa com base purulenta.
Donovanose: ulceração com fundo avermelhado friável indolor.
Gardnerella: placas ovais branco-amareladas.
Outras: tricomonas, estreptococos, etc.
GRUPO 3
HPV: verrugas, peniscopia positiva.
Líquen escleroatrófico: cor branco-porcelânica com atrofia evolui para xero-esclerosante.
Balanite de Zoon: mancha avermelhada única grande circunscrita crônica.
Eritroplasia de Queyrat: placa vermelha aveludada irregular (carcinoma espinocelular in situ).
Doença de Bowen: evolução da Eritroplasia de Queyrat.
Carcinoma Espinocelular: endurecida com ulcerações ou placas que sangram.
Líquen Plano: lesão anelar associada a lesões típicas extragenitais.
Psoríase: placa delimitada, lisa e brilhante associada a lesões típicas extragenitais.
Escabiose: placa avermelhada múltipla pruriginosa associada a lesões típicas extragenitais.

EXAMES SUBSIDIÁRIOS
Fungos e Bactérias: Microscopia direta, Micológico direto, Bacterioscopia (coloração), Cultura para fungos e bactérias.
Alergia: Patch test.
Herpes: Teste de Tzanck. Sorologia para Herpes é pouco especifico.
Sífilis: Pesquisa campo escuro (cancro duro) e Sorologia para Lues(VDRL ,FTA-ABS, pós-cancro).
HPV: Peniscopia, Captura hibrida.
Biopsia: indicada na ausência diagnóstica com os demais exames e cronicidade (>6 semanas).

TRATAMENTO
Retirar o fator irritante, melhorar hábitos de higiene e orientação na prevenção de DST. A cirurgia de postectomia ou circuncisão pode ser indicada nos casos de cronicidade ou associação com fimose secundaria.
Cândida: cremes com imidazólicos (nistatina, cetoconazol, fenticonazol) de 1 a 2 X ao dia durante 3 semanas. Poderá incluir Fluconazol 150mg comprimido 1 x por semana (tratar parceira).
Estreptococos: Eritromicina 500mg comprimido de 6/6horas durante 10 dias.
Anaeróbios: Metronidazol 250mg comprimidos de 12/12horas durante 5 dias.
Tricomonas: Metronidazol 2g dose única (8 comprimidos de 250mg).
Gardnerella: Metronidazol 2g dose única (8 comprimidos de 250 mg) no 1º e 3º dia de tratamento (16 comprimidos de 250mg no total).
Herpes: Aciclovir 400mg comprimido 3 X ao dia durante 5 dias ou Valaciclovir 500mg comprimido 2 X ao dia durante 5 dias.
Alérgica: corticoide de classe II (hidrocortisona, dexametasona, clobetasona) ou III (betametasona) tópico 1 X ao dia até remissão.
Irritativa: evitar agente irritante (sabonetes, perfumes, talcos, lubrificantes em preservativos) e usar emoliente e lubrificante.
Balanite de Zoon: cirurgia, tacrolimus tópico, corticoide classe I (hidrocortisona).
Líquen escleroatrófico: postectomia, corticoide classe I, tacrolimus tópico, laser CO2.
Eritroplasia de Queyrat: cirurgia, laser CO2, 5-fluorouracil, eletrofulguração, crioterapia, iridium.

19 comentários:

  1. (...) olá; há 8 anos que me debato com esta estigmatizaste manifestação fúngica no pénis. Não tenho diabetes, nem HIV. Pesquisas que fiz associam a possibilidade desta "recorrente" manifestação em adulto, com o tratamento do acne com Roacutan, e que aconteceu comigo. Utilizei tb, por esta razão,Metranidazol,em pomada,durante muitos anos, diariamente. Tinha uma alergia respiratória; tomei uma vacina e há 6 deixei de ter manifestações.
    Tenho 62 anos faço há 6 anos 3 x por semana 1500 metros em natação. Na alimentação privilegio,o peixe e os legumes; carne 1 ou 2 vezes por mês. Não como muitos hidratos.Os açucares absorvo-os directamente da fruta que como muito e de toda a qualidade.Complemento esta dieta com muitos frutos secos. Bebidas, bebo um copo de vinho tinto a cada refeição.
    Ultimamente as manifestações- picos vermelhos- que pressinto por picadas e comichão,são recorrentes em intervalos de (+ ou -) uma semana,e desaparecem apenas com a higiene, já que não utilizo nenhum medicamento.
    Não sou circuncisado. Não tenho por esta razão grande actividade sexual, porque me inibe. Mesmo assim; aparentemente não vivo com stress.
    Mas estou à toa e não sei o que fazer. Os tratamentos alternativos aconselhados parecem-me excessivamente radicais em termos de dieta: É possível ajudar-me com alguma sugestão ??? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também estou sofrendo com isso e também fiz tratamento de acne com roacutan!!
      Estou tentando agora bicarbonato de sódio com água morna... OUvi falar também em quadriderme (mas tem que ter precrição médica)

      Excluir
  2. Estou com apenas vermelhidão e sem coceira no prepúcio e na glande( apenas parte onde o prepúcio cobre). Nenhum remédio de fungo resolveu.. O que devo fazer? Estou ficando bem triste com essa situação.. Se me responderem agradeço muito, um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Ae rapaziada sofri por 10 Anos com isso ....fui a varios medicos urologistas dermatologistas e nd de cura apenas me sugeriram a postectomia algo q nao penso em fazer ,durante todo esse tempo fiquei a base de pomadas e alternativa naturais q so amizam a situacão .Vou ser breve consegui me curar com algo muito simples va na farmacia ou supermercado e compre Polvilho Antisseptico da Granado e passe por 3 dias 2 vezes por dia e lave com sabnete intimo ou neutro , e tb faz uma dieta alcalina por um mes q ajuda .....vai na fé q da certo ......abraco

    ResponderExcluir
  4. Ser balanite use quadriderm. Uma benção ! Tinha fissuras e lesões por conta da balanopostite ou balanite. O problema que as vezes volta...Mas quando sinto que os sintomas irão aparecer passo um dia e os sintomas mas gravem nem aparecem (fissuras e ardencias).

    ResponderExcluir
  5. Olá. Pessoal

    Já faz uns 3 anos que estou com vermelhidão na cabeça do pênis, no começo dava uma certa ardência, mas depois passou hoje so tenho 2 a 3 pontos vermelhos.
    Fui em pelo menos 5 médicos sendo eles dermatologistas e urologistas, fiz duas biopsias e não descobriram o problema, esses medicaram Protopic, Modik ( ao qual esse corticoide so piorou a situação) e um chegou até querer fazer a cirurgia...(Claro que nao fiz)...
    No momento estou passando por um momento de stress, comecei novamente mais 1 tratamento há uma semana estou usando Cetoconazol 3 x ao dia e 1 x por semana o Fluconazol, até o momento está bem vermelho a area....e isso realmente e bem me deixa totalmente chateado com a situação, pois e um problema que aparentemente e simples de se resolver. Vou seguir algumas dicas que vi aqui e tentar para saber se deu certo!!! Valeu

    ResponderExcluir
  6. Eu tive infecção urinaria e depois q me curei a glande ficou vermelha, irritada, n arde nem doi nem coça, ja troquei de sabonete, comprei a base de glicerina,comprei sabonete intimo e nd..

    ResponderExcluir
  7. Há cerca de 4 meses notei o surgimento de duas feridas pequenas no corpo do pênis, após retraída a pele. Elas não doíam ou ardiam. Suspeito que a causa tenha sido uma relação sexual pouco tempo atrás que tive usando preservativo, mas que na hora de retirar, acabei desenrolando sem querer, e a parte externa da camisinha entrou em contato com meu pênis. Enfim, estava lavando bem todos os dias, na esperança de que melhorasse, pois nunca tinha apresentado esses sintomas antes. Mas não melhorou.

    No mês seguinte, outubro, fui a um urologista que me diagnosticou com balanite. Fiz exames para verificar a existência de DSTs, mas deram negativos para HIV e Sífilis. O médico então me receitou a pomada TROK-N, de manhã e noite. Eu deveria passar a pomada e aplicar gaze em volta para que o pênis ficasse descoberto durante todo o tempo (não sou circuncidado). Usei a pomada por duas semanas e não melhorou. Aliás, melhorava em um lugar, e apareciam manchas vermelhas em outra parte, até na glande. Essas manchas, sim, eram bem sensíveis. Até a água caindo causava um desconforto.

    Retornei ao urologista. Ele me disse que não havia melhorado ainda justamente porque não era circuncidado, e me indicou que fizesse ao menos cirurgia para retirada do freio, que, assim, eu conseguiria deixar o pênis totalmente exposto, sem que a pele ficasse voltando a cobrir toda hora. Assim, fiquei de dar a resposta a ele da próxima vez que retornasse. Enquanto isso, ele fez a troca para a pomada TROK-G e me deu duas amostras grátis de 10g. Usei a pomada e verifiquei uma certa melhora. A TROK-N é muito oleosa e sempre deixava o pênis úmido. Já a TROK-G é mais seca. Usei também por 1 semana e meia. Mas mesmo assim, não foi o suficiente para melhorar. Comecei a ficar nervoso, tendo em vista que nada fazia efeito e decidi tentar alguns tratamentos caseiros que vi na internet.

    Parei de passar sabão no pênis na hora do banho (não vi essa indicação na internet. Só fiz o que foi melhor para mim neste caso). Não sei se era o sabão que eu usava, mas não estava sendo bom. Às vezes via uma melhora, e a simples passada de sabão com o dedo, ocasionava uma piora. Só limpava mergulhando o pênis em solução de bicarbonato de sódio de manhã e à noite, depois deixava secar totalmente o pênis. Não sei bem se houve melhora, e acabei parando com o bicarbonato, pois parecia que estava queimando um pouco a pele. A minha última escolha foi a que estou usando agora.

    Passei a limpar o pênis somente com água corrente durante o banho. Sem nem usar os dedos para limpar. Depois secava e deixava ele exposto com a pele retraída por um tempo, para que ficasse seco por completo. Depois de completamente seco, aplicava polvilho granado em todo o pênis, e enrolava ele todo retraído com gaze, prendendo com um pouco de esparadrapo.

    No início, as feridas ficavam sempre úmidas e eu ia ao banheiro algumas vezes ao dia para colocar mais polvilho nessas partes, mas agora, só há uma ferida e está bem mais seca que antes, e uma mancha vermelha que está sensível, mas tive uma melhora substancial usando o polvilho. Espero daqui a umas duas semanas estar completamente tranquilo agora.

    ResponderExcluir
  8. Uma dica é deixar o pênis de molho uma vez por dia logo de manhã ao levantar usando uma caneca e a própria urina por 5 minutos, secando com papel toalha e em seguida usar a pomada quadriderme, e a noite a pomada clotrimasol ou gino-canasten.

    ResponderExcluir
  9. Segui a sugestão de alguns casos aqui relatados e passei a usar o polvilho antiseptico granado de 2 a 3 vezes ao dia,lavando antes com um sabonete antibacteriano e no final secando bem com lenços descartáveis,olha estou no décimo dia de tratamento e percebo uma melhora considerável,vou dar continuidade e daqui a 10 dias volto a relatar minha evolução, quem vós fala é o careca .

    ResponderExcluir
  10. Doença terrível essa, já tive uma cura através do polvilho, uma pira q deu nas coxas quando adolescente, vou tentar ela no pênis, e se Deus quiser ficar curado de uma vez por todas!

    ResponderExcluir
  11. Quem tem balonopostite deve fazer o exame de sangue pra ver se tem diabetes, uma das causas de recorrência de infecção por cândida, tks

    ResponderExcluir
  12. vou começar o povilho hj quando tiver novidades eu volto aki e falo o resultado

    ResponderExcluir
  13. bom voltei 5 dias de tratamento com povilho..ja esta 75% melhor vou continuar com o tratamento é claro estou com urologista marcado daki a 5 dias..e mesmo se curar vou passar nele..mas indico mto o povilho trouxe o meu animo de volta..agradeço a ajuda de todos

    ResponderExcluir
  14. Comprei polvilho da gramado, mas ainda não iniciei o tratamento,comecei obtém o tratamento com Desonol e lavando com limão de manhã e antes de dormir, futuramente posto os resultados aqui

    ResponderExcluir
  15. Cura Balanite,

    Pessoal resolvi escrever sobre como me curei da cândida, postite, balanite ou balonopostite, pois sei o que é ficar meses com essa inflamação:
    Na verdade o que eu tinha era inflamação no prepúcio, ele ficou muito inchado e começou a criar esmegma (camada esbranquiçada) na glande. Já estava usando o talco polvilho granado, pois havia tido a primeira crise há uns 5 anos, desde lá uso diariamente esse talco para deixar o pênis sempre seco, mas passei por uma situação de stress e minha imunidade baixou, fazendo com que esse inferno voltasse. Em março de 2017 comecei a ter muita coceira, então fiquei com medo de ter cândida novamente e comecei a exagerar no talco, passava a cada 4 horas uma camada generosa, porém meu penis começou a ficar com a pele envelhecida e a coceira não passava. Comecei, então, a usar bepantol baby que ajudava a aliviar a dor. passei por 2 semanas a fio (nesse período usava 2 cuecas, para que a pomada não manchasse as calças). Comprei proctoderm líquido para lavar o penis, pois com sabonete doia muito. Depois comprei dermacyd neutro e de camomila que eram calmantes. lavava de duas a três vezes por dia. Continuei a intercalar o talco e o bepantol. Li na internet que um cara tinha passado violeta de genciana, passei um dia, mas não resolveu nada para mim, demorou uma semana para voltar a cor natural. Tentei passar tintura de iodo, como um outro cara tinha escrito em um blog, queimou muito e no dia seguinte abriu diversas fissuras no prepúcio (foi a pior coisa que fiz), para cicatrizá-las tive que passar muito talco granado (a cada 2 horas) para que elas ficassem bem secas, quando dava uma melhorada passava bepantol novamente. Cansado dessa vida minha esposa foi ao gineco dela e pediu uma receita para comprar novacort, passei por uma semana, mas também não adiantou. Comecei a lavar o penis com suco de limão (expremi um limão e coloquei água em uma xícara), deixando o penis de molho por alguns minutos, ardia bastante, fazia a noite e depois ia dormir. O aspecto envelhecido da pele desapareceu, porém o inchaço e a coceira não passavam. Então comecei a mergulhar meu penis no alcool. Enchi uma xícara com álcool líquido e coloquei meu penis dentro por alguns minutos, arde bastante, tipo uma queimação que passa até para os testículos. Quando não aguentava mais, retirava por alguns segundos e colocava novamente. Fiz esse processo uns 3 dias seguidos e aí as coisas começaram a melhorar. Então comecei a lavar somente com sabonete Protex (de aveia) e voltei a usar o talco granado (passando bem pouquinho, apenas para deixá-lo seco), foi aí que o inchaço desapareceu. Agora sempre quando saio do banho, seco o penis com papel higienico e passo o talco polvilho granado. Detalhe, se você transar durante o período que o penis está inflamado é mais fácil abrir fissuras e mais difícil a cicatrização. Também tomei muito chá de orégano com cravo, vitamina C e comi muito brócolis, nesses 4 meses. Resumindo: não sei o que foi que resolveu, se foi um conjunto de tudo ou se foi o álcool. Acredito que o álcool conseguiu matar a bactéria e o talco mantém o penis seco para que essa praga não volte. Espero que vocês também consigam se curar desse mal.

    ResponderExcluir
  16. O texto está um pouco extenso, mas acho que vale a pela ler.
    Pessoal, venho aqui contar minha experiência e situação atual. Recordo-me que a primeira vez que tive balanopostite foi por cândida, tomei fluconazol e comecei a passar uma pomada com betametasona (Corticoide nível III) e nem sabia o mal que podia me provocar. Depois de um tempo a vermelhidão começou a ser frequente de tal forma que passava toda vez após a masturbação. Há mais ou menos 1 ano venho lutando com essa doença. Já tentei ir ao urologista que me receitou Permut (mais uma pomada corticoide) e fluconazol (oral). Tentei novamente o tratamento, mas logo após parar de usar a pomada, apareciam as pequenas manchas vermelhas e junto um leve inchaço e ardência no prepúcio. Tentei usar o polvilho (talco) diretamente na área, porém o polvilho só trazia um alívio momentâneo, quando parava de usar apareciam às manchas. Após ir novamente ao médico e ele dizer que era normal, decidi pesquisar um pouco mais a fundo. Verifiquei que minha pele estava brilhosa e sem elasticidade. Pesquisei em alguns sites e descobri que poderia ser um problema causado pelos corticoides (pomadas que usei ao longo do tempo com corticoides). Infelizmente não descobri muita coisa nos sites e fóruns do Brasil, só que talvez tivesse ocorrido uma atrofia de pele no meu prepúcio. Então pesquisei nos fóruns americanos e achei muitos relatos de atrofia de pele pelo uso de corticoides tópicos (pomada, creme, gel aplicados no genital). Então vi alguns falando de usar BEPANTOL, pois hidrata e renova a pele. Na última crise de vermelhidão, tratei com ÁGUA BORICADA que é recomendada por vários médicos em sites para tratamento momentâneo. Depois que a pele estava melhor comecei a usar o bepantol derma massageando bem e após algumas horas lavando com SABONETE NEUTRO (GRANADO). Atualmente faz quase um mês que estou tendo resultados positivos, houve melhoria na pele e não tive mais vermelhidão mesmo com sexo e masturbação. PORÉM, CADA CASO É UM CASO, estou relatando o meu caso alguém se identifique. PESQUISEM MUITO, leiam sobre tudo, pesquisem em fóruns, pois infelizmente os médicos não vão pesquisar a fundo seu caso e solucionar. Vejo os relatos das pessoas nos fóruns e os mais eficazes são Dermatologistas.

    ResponderExcluir