sábado, 18 de fevereiro de 2012

TOQUE RETAL

TOQUE RETAL
Tão famoso e temido exame da próstata. Exame digital da próstata ou toque retal: Porque causa tanta discussão a seu respeito? Vivendo numa comunidade latina na qual o homem é classificado como o garanhão que não permite que sua masculinidade seja posta em duvida surgem estes preconceitos.
Muito deste mito esta no fato do desconhecido e na possibilidade de sentir dor. Mas sabemos que depois que o homem faz seu 1º exame de próstata, os exames subsequentes evoluem naturalmente prevalecendo o sentimento de preservação da saúde.

Quando fazemos o exame de toque procuramos por irregularidades na próstata que possam indiciar a presença de um câncer como, por exemplo, um nódulo endurecido. Também somos capazes de mensurar o tamanho da próstata e perceber sua consistência e sensibilidade na qual a presença de uma prostatite (infecção na próstata) poderá revelar uma consistência amolecida com sensação dolorosa.

O toque dito normal é de uma próstata por volta de 25 gramas de consistência fibroelastica semelhante à ponta do nariz. Quando sentimos um caroço endurecido como a consistência do nosso queixo desconfiamos do câncer. Muitos pacientes perguntam como sabemos mensurar o tamanho da próstata pelo exame de toque? A regra é simples, mas conta a experiência, cada polpa digital percorrida sobre a superfície da próstata equivale a 10 gramas. Por isso descrevemos o exame de próstata como, por exemplo, tendo 30gramas de consistência fibroelastica ausente de nódulos.

Não é só o urologista que faz o exame de toque retal. O proctologista também examina o reto, mas a procura de lesões no anus e no reto como hemorroidas, fissuras e tumores. O proctologista não está habilitado ou habituado a descrever sobre o exame da próstata. Por isso que alguns urologistas advogam a nomenclatura de exame digital da próstata para diferencia-lo do exame de toque retal.

Na verdade isso acaba gerando mais duvida ainda, pois a próstata não esta dentro do reto, mas sim próxima a ele, logo abaixo da bexiga. O urologista se utiliza do reto para palpar a superfície externa da próstata, pois ela se encontra muito próxima do reto, não conseguindo fazer sua palpação pelo abdome por exemplo. Resumindo, urologista e proctologista fazem exame de toque retal, mas o urologista visa à próstata e o proctologista o reto e o anus. Sendo assim, mesmo que o paciente tenha feito exame de toque com o proctologista ou exame de colonoscopia, ele obrigatoriamente deverá repetir o exame de toque com o urologista.

Muitos pacientes questionam a obrigatoriedade de se fazer o exame do toque, argumentam que seu exame de sangue da próstata (PSA) está normal e por isso não seria necessário fazer o toque. Na verdade ninguém tem toda a razão. Quem advoga o exame de toque sempre, nunca vai errar. Mas em alguns casos de PSA baixo e invariável, ele poderá ser dispensado.

Faço uma analogia ao câncer de mama. Por muitos anos através de maciça propaganda na mídia inclusive com participação de artistas foi catequizado que toda mulher deveria realizar o autoexame de mama a busca de um caroço. Este sinal poderia ser suspeito de câncer e em seguida a mulher deveria procurar auxilio medico. Pois bem, quando este caroço se confirma como sendo câncer, em 30% dos casos o tumor já está espalhado para fora da mama. Tal constatação fez com que ocorresse uma mudança na mensagem contra o câncer de mama na qual as mulheres não precisam mais fazer o autoexame, mas sim a mamografia a cada 1 ou 2 anos dependendo do caso.

Na próstata o fato é muito semelhante, quando encontramos um nódulo no toque e em seguida se confirma um tumor, cerca de 30% deles já estão fora da próstata e nossas chances de cura diminuem drasticamente. Fazendo uma analogia com o câncer de mama então não devemos deixar o tumor crescer tanto a ponto de formar um caroço para então fazer o diagnostico.

Mas o detalhe da próstata é que não existe um exame de imagem como a mamografia. No câncer de próstata o ultrassom, a tomografia e a ressonância não determinam a presença do câncer numa fazer inicial. O que determina se o paciente tem câncer de próstata ou não é o exame de biopsia de próstata. Este exame é invasivo e complexo demais para pedirmos para todos os homens anualmente como se fosse uma mamografia.

A saída foi fazer o diagnostico mais precoce do câncer de próstata baseado no valor do PSA. Não só no valor isolado, mas também na sua variação comparativa ao longo dos anos. Por isso recomendamos a realização dos exames de PSA desde os 40 anos de idade e a conferencia desses exames ano a ano, chamando a atenção uma elevação perigosa que deverá ser excluída a possibilidade ou não de câncer de próstata através da biopsia.

Então o problema não é fazer o toque por fazer, e sim detectar o câncer através do toque, deixando que o PSA varie perigosamente mesmo até que ele esteja abaixo de 4ng/dl. Atualmente o problema não esta mais em se fazer ou não o toque, mas pedir a biopsia de próstata quando perceber que o PSA varia de forma perigosa. Muito cuidado deve ser tomado com a variação do PSA, por isso deixe a cargo do urologista para dizer se aquele valor de PSA é realmente seguro.

Homens com 49 anos ou menos devem apresentar PSA menor ou igual a 0,7ng/dl; até 59 anos PSA menor ou igual a 0,9ng/dl; abaixo de 65 anos PSA menor que 1,5ng/dl e acima de 75anos menor que 3ng/dl. O aumento do PSA não deve ser maior que 0,4ng/dl ao ano quando o PSA é menor que 2,5; e maior que 0,7 quando o PSA for maior que 2,5. Raramente o exame de toque demonstrará um nódulo na próstata se o PSA estiver abaixo de 1,5ng/dl. Se seu PSA estiver abaixo de 1ng/dl a chance de estar acima de 4ng/dl após 3 anos é de 3%. Quando detectamos câncer de próstata com PSA abaixo de 2,5ng/dl a chance de cura é de quase 100%. Existem 5 motivos para o PSA se elevar: quanto mais velho ficamos maior será nosso PSA, quanto maior a próstata em gramas maior será o PSA, o PSA pode triplicar de valor se apresentarmos uma prostatite, o PSA estará elevado quando temos infarto prostático e finalmente o PSA sobe com o câncer. Um tecido prostático com câncer produz cerca de 10 vezes mais PSA que o tecido normal. PSA é uma proteína produzida exclusivamente na próstata, é eliminada junto do liquido seminal, tem como função fluidificar o sêmen. Uma fração reduzida da sua produção sai da próstata e circula na corrente sanguínea. Quando temos câncer de próstata, o PSA se eleva no sangue e, portanto funciona como um marcador tumoral.

4 comentários:

  1. EU TENHO 39 JÁ POSSO FAZER ESTE EXAME? QUERO FAZER O PSA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, desculpa a demora em responder, bom o PSA você pode poedir para fazer toda vez que for fazer coleta de sangue, pede para o seu médico na hora de ele preencher a guia para o laboratório e pede para colocar o PSA. O toque retal pode ser feito em qualquer idade, e sempre este é o melhor para se ter um diagnóstico preciso. Mas pode sim. E depois que fizer poste aqui o que e como foi...abçs

      Excluir
  2. Tenho 14 anos, fiz cirugia terça passada 8 dias dps meu penis tem ficado hetero.. e acho que estorou os pontos, isso prejudica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah so pra lembrar os detalhes.. foi excesso de prepucio e meu pai disse para eu tirar a gase no mesmo dia. Ai tomei banho e tirei, ( nao puis mais nenhum outro curativo Apos e nenhuma pomada recomendada..)

      Excluir