sábado, 18 de agosto de 2012

contos eróticos: Cravo e a Rosa- II


                                                               De Rutilla Mountfort
Chegara terça de tantas feira entre a labuta e material escolar. Arrumei minhas coisas. O que agradaria a uma cozinheira que trabalhava com alimento, meu esmero deveria ser mais atencioso, mais dinâmico, teria de ser algo simples e com requinte, um macarrão com pesto, tirinhas de frango ao molho branco e espinafre refogado em folhas inteiras e mico abraçadinho. O menu estava pronto, o vinho seria um branco ‘demi sec. da adega local, o vinho Campo Largo tem uma linha especial que está conseguindo manter certa maturidade no bom gosto.’ (SIC)
Tudo estava arrumado, a casa estava alinhada, meu ajudante já havia deixado tudo da melhor maneira possível, sempre falei isso a ele que foi e sempre será minha melhor doméstica em toda a minha vida de solteiro.
Tomei meu banho demoradamente e quando acabava ouvi batidas à porta, desliguei o chuveiro, enrolei-me na toalha, coloquei o roupão azul envelhecido e fui atender, lá estava ela, parada à porta com um embrulho que fazia a forma de uma garrafa, que me ofereceu com um sorriso largo.
__ Não era necessário. Venha sente-se só vou acabar de me enxugar e colocar uma roupa e...
http://www.madamerutillamountfort.blogspot.com.br/2012/08/cravo-e-rosa-ii.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário