terça-feira, 21 de agosto de 2012

Segredos para uma VIDA SEXUAL feliz

 – DICAS 

1) Use camisinha:
Usar o preservativo deve tornar-se um habito e deve ser levado pra todo o sempre, mesmo depois que o namoro ficou mais sério, as alianças já castram os dedos anulares da mãos direita, e até mesmo depois do sim ao juiz de paz, ao padre, ao pastor ou um ao outro. O sexo que oferece segurança e responsabilidade é que é o gostoso, o bom. O verdadeiro êxtase é buscar o prazer tendo o respaldo que seu palhacinho está brincando de maneira saudável, se falamos em seguro e responsável quer dizer que oferecemos e ganhamos confiança, respeito e ainda com a conseqüência de um bom alívio ao emocional, além de preservar a saúde própria e a da parceira ou parceiro.Lembra-se de que as DST’s não tem cara e, com a gravidade que pode –se estar contaminado sem ter sido detectado por exames comuns e que algumas podem levar meses e até anos para manifestar-se... Responsabilidade comunitária é também cuidar-se para não ser um portador epidêmico, ou seja’ querer espalhar o seu problema como revolta social. 

2) Respeite as diferenças entre a sexualidade masculina e feminina.
O homem responde rapidamente ao toque, as mulheres são mais complexas, dependem de vários processos que as coloquem em ponto de bala, sejam emocionais  e físicos. Os carinhos devem preceder, devem ser durante e devem ter continuação. Não entendeu? Simples as preliminares devem ser regadas a muito toque, muito beijo, muito fluído energético entre ambos, a penetração deve ser amena, ser grosseria, deve despertar vontade e não medo e tampouco dor e nesse durante, buscar unificar os carinhos e seus movimentos farão com que cada vez mais haja sintonia e parceiria, mesmo no depois, nas respirações ofegantes, preserve o carinho, dê atenção e ganhará mais afeição.
Esqueça o velho ditado de que o homem é quem interessa e que a mulher deve se comportar como uma boneca inflável, ser apenas usada.
Permita a ela te dirigir, pergunte o que ela quer, faça o que ela deseja, permita-se tocar e buscar e dê também este direito a ela...
‘Lembro uma vez eu estava num motel e de repente deu o maior rebu, o pessoal que estava no mesmo setor discutiam alto, berros e xingamentos, tudo por que a mulher passou a mão na bunda do nordestino, este quis dar umas tapas na amedrontada senhora de programa’.

3) Deixe do lado de fora as cobranças externas. Nada de querer ser um atleta sexual:
Depois de minha cirurgia aprendi a respeitar meu corpo, e me tempo, aproveitando bem mais Respeite o seu corpo. As mulheres esperam muito mais por carinho, atenção e cuidado do que um desempenho sexual incansável. Poucos homens sabem que fisiologicamente há um momento, exclusivamente masculino, logo após a ejaculação chamado de período refratário onde é impossível haver nova ereção.
Com o passar dos anos, esse tempo passa a ser mais longo levando preocupação e uma dose de frustração para os homens devido à valorização excessiva dada ao desempenho sexual onde a freqüência coital é tradução da sua capacidade de conquista sexual. Livre-se da obrigação de estar sempre disposto ou pensando sobre sexo. Nunca se esqueça de que quantidade não é qualidade. 

4) Cuide da aparência:
 
É certo que os homens são seres visuais, mas as mulheres também são. É um traço da personalidade dos homens ter o chamado desejo visual, mas, ainda assim, a beleza masculina transformou-se em valor cultural. Hoje os homens se cuidam como as mulheres. Só não vale esquecer-se da sensibilidade e do carinho em nome da aparência física. 

5) Aprenda com o seu corpo e aprenda sobre o corpo dela (e):
 
Descubra como funciona a sua resposta sexual. Descubra como funciona a resposta sexual dela (e) e como ela (e) gosta de ser tocada (o). Sexualidade é muito mais amplo do que pênis e vagina. Permita-se descobrir outros meios de sentir prazer, respeitando sempre os seus limites sexuais e os limites sexuais da (o) parceira (o). 

6) A importância do tamanho do pênis:
 
Os homens têm uma relação de amor e ódio com o pênis. Diferentemente da segurança masculina, o prazer feminino não cresce na mesma proporção em que se aumenta o tamanho do pênis. Um pênis grande não é garantia de um bom desempenho sexual ou capacidade eretiva. A potência sexual depende de outras questões como disponibilidade, nível de excitação e entrega, ou seja, estar inteiro durante a relação sem que interferências de idéias gerem conflitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário