quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Sofrimento sexual: onde eu me encaixo? Tipos Sexuais e seus problemas

OS TIPOS DE PROBLEMAS SEXUAIS

Que problema Aline tem? 

Aline tem 19 anos e recentemente arranjou um novo namorado, com o qual teve sua primeira relação sexual. Ficou bastante frustrada, pois não viu "estrelinhas coloridas" no final de sua transa, tampouco nos encontros seguintes. Aline fica molhada durante o início do jogo sexual, mas se preocupa constantemente em ter que chegar ao fim, em ter sua satisfação sexual plena. E não é falta de estímulo, pois seu parceiro é experiente e muito atencioso com ela. 

Onde Paulo se encaixa? 

Paulo sente-se envergonhado, mas não consegue controlar a tentação. Quando se percebe, já está a caminho da praça pública de uma cidade vizinha. Toma duas a três conduções, caminha por meia a uma hora e chega ao local próximo da noitinha. A praça foi escolhida já há semanas, é de movimento pequeno, jovens estudantes transitando após mais um dia de aula. Paulo aguarda excitado atrás do tronco de uma árvore. Quando percebe garotas vindo na sua direção, começa a se masturbar mais intensamente, expondo seus genitais a elas. Tem seu orgasmo apenas se elas lançarem um olhar para ele, dizerem algum desaforo ou, surpresas, baterem em retirada. Paulo ejacula e imediatamente abandona o local. Uma sensação de deleite e profundo prazer se acompanha de culpa e vergonha. Não retorna jamais ao mesmo lugar, com uma eterna desconfiança que seja reconhecido mesmo na sua cidade de moradia. Por isso Paulo não sai muito de casa, isola-se de amigos e fica esperando, ansioso e amedrontado, que essa tenha sido a última vez. Pelo menos, até o impulso voltar. 

João sofre de quê? 

João tem 28 anos e nunca se relacionou sexualmente com ninguém. Sempre teve impressão de ter nascido diferente, como se o tivessem colocado numa armadura , com vestimentas erradas e desejos contrários. João acredita ter sido uma falha da natureza, uma vingança dela contra sua forma de pensar. Entre amigos, prefere ser chamado pelo apelido de Jana e jamais se deixa observar nu, tendo nojo de seus órgãos genitais. Desde cedo, seus pais tentaram fazê-lo jogar bola, mas João preferia brincar de bonecas de papel com as meninas da vizinhança. João sente-se só e infeliz, humilhado e pouco compreendido por todos que o cercam. Tem uma vida falsa. 

Tipos de Transtornos Sexuais: três grandes categorias 

Os problemas sexuais são conhecidos como Transtornos Sexuais na linguagem médica. Dividem-se em três grandes grupos:
 
As Disfunções Sexuais
As Parafilias
Os Transtornos de Identidade de Gênero 

Disfunção Sexual 

A Disfunção Sexual é um problema que pode afetar o desejo sexual e/ou alterar as respostas psicofisiológicas do corpo frente aos estímulos sexuais, causando sofrimento e insatisfação não só na pessoa, como também no seu par. Aline não consegue chegar ao orgasmo, frustrando-se constantemente. Ela tem Anorgasmia. 

Outras Disfunções Sexuais femininas são: Desejo Sexual Hipoativo, Aversão Sexual, Transtorno de Excitação (Frigidez), Dispareunia (dor na relação sexual) e Vaginismo (contração involuntária dos músculos perineais que impedem a penetração).

Nos homens, encontramos o Transtorno do Desejo Sexual Hipoativo, a Aversão Sexual, a Disfunção Erétil (Impotência), a Ejaculação Precoce (ou Prematura) e a Anorgasmia.
As disfunções sexuais são freqüentes e relativamente fáceis de se tratar com ajuda especializada, principalmente as que acometem as fases de excitação ou de orgasmo.
Parafilia
A parafilia antigamente era chamada de Desvio Sexual ou Perversão. É caracterizada pela presença de fantasias ou vontades sexuais estimulantes e persistentes relacionadas:
 
com objetos não humanos
com humilhação de si mesmo ou de parceiros
com crianças ou pessoas que não estão consentindo com o ato sexual
Paulo tem uma Parafilia chamada de Exibicionismo, onde há uma necessidade repetida de se obter prazer expondo-se sexualmente a pessoas estranhas, sem os seus consentimentos.
Outras formas de Parafilia são: o Sadomasoquismo (quando a satisfação erótica advém da prática de maus tratos físicos e/ou morais infligidos ao parceiro sexual e a si mesmo), a Pedofilia (sexo com crianças), o Voyeurismo (espiar pessoas estranhas nuas ou tendo sexo sem estas perceberem), o Fetichismo (quando o prazer consiste em amar não à pessoa, mas a uma parte dela ou um objeto de seu uso), o Frotteurismo e o Fetichismo Transvéstico.

O tratamento básico para esses tipos de problema sexual é a psicoterapia.

Transtorno de identidade de gênero.

O Transtorno de Identidade de Gênero caracteriza-se pela pessoa acreditar ou querer ser do sexo oposto, tendo um sofrimento e uma estranheza muito grande com seu próprio sexo e com o seu papel social. João tem esse tipo de problema sexual. O tratamento desse transtorno é mais difícil de ser feito. Por vezes, essas pessoas mudam de sexo através de uma série de cirurgias plásticas reconstrutivas. É indispensável que a pessoa procure atendimento psiquiátrico para, através de psicoterapia e apoio, poder enfrentar as dificuldades para assumir nova identidade e lidar com possíveis frustrações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário