sábado, 13 de outubro de 2012

Homossexualidade na adolescência?



 Esse assunto é para mim? 

Quantas vezes você já parou e pensou se é homossexual por pensar ou desejar um amigo ou amiga do mesmo sexo que o seu? Com certeza, esse pensamento já passou na cabeça de muitas pessoas. Principalmente na adolescência, período da vida em que experimentar, testar limites e se definir são parte da "missão" do jovem.

Mas, esse tipo de experiência pode ser levada "numa boa" ou pode se transformar em um conflito muito difícil de ser superado, principalmente para o jovem que se percebe homossexual e que portanto, precisa construir uma identidade como tal.
Reconhecer a própria homossexualidade na adolescência pode ser difícil porque precisamos nos sentir "normais", como a maioria. E sabemos que a maioria dos jovens é heterossexual, então para o jovem que se reconhece homossexual há aparentemente dois caminhos: procurar uma turma que seja como ele ou tentar parecer como os outros. De qualquer forma, esses caminhos podem trazer sofrimento porque parecer como os outros faz com que sua auto-estima seja diminuída, porque ele não será "normal". Com uma baixa auto-estima, o jovem poderá se isolar dos outros, ter depressão, começar a abusar de drogas ou álcool e deixar de ir à escola. Se, por outro lado, o jovem procura uma turma de amigos que seja como ele, terá que enfrentar, em muitos casos, o preconceito de outros amigos e de sua própria família, o que pode trazer as mesmas consequências de depressão e baixa auto-estima.

Como fazer então para construir uma identidade homossexual na adolescência de maneira saudável? Em primeiro lugar, sabendo que a homossexualidade é apenas outra forma de se desejar alguém e que emocionalmente temos a capacidade de amar em igual intensidade homens e mulheres.

Nesses momentos, muitas vezes o jovem é "convidado" por sua família a fazer terapia, em uma tentativa de consertar sua "opção". Se esse for o caso, encare essa obrigação como uma oportunidade. Primeiro porque o terapeuta não pode revelar aos pais todos os detalhes do que for conversado e em segundo você pode trabalhar sua auto-estima e seus desejos de forma a se tornar um adulto livre de conflitos com sua sexualidade.

Homossexualidade não é doença e não é uma opção, porque não podemos controlar nossos desejos. Da mesma forma que você gosta de determinada comida ou banda, diferente de seus pais e amigos, você também pode gostar de outra pessoa do mesmo sexo que o seu. Apenas se certifique de que não está usando esse desejo como uma forma de "afrontar" seus pais ou outras pessoas a sua volta, que é outro comportamento típico da adolescência. Assuma seus desejos verdadeiros e aprenda a lidar com eles, que ao ver sua felicidade, sua família e amigos aprenderão a aceitar e a lidar com eles também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário