segunda-feira, 9 de março de 2015

CURVATURA PENIANA DO JOVEM - II

Implicações do Pênis Curvo

Na maioria das vezes, o jovem pensa que o seu caso não tem solução, ou se constrange em abordar o assunto com alguém ou mesmo com os seus próprios pais, o que lhe é extremamente prejudicial, podendo comprometer os seus desenvolvimentos sexual, psicológico e profissional, relacionamento interpessoal, auto-estima etc.
O adolescente, abalado psicologicamente e pensando sempre no problema, acaba não conseguindo se concentrar nos estudos, fazer amigos, praticar esportes etc., chegando, até mesmo, a consumir drogas para fugir do problema, isolando-se da sociedade, desenvolvendo um sentimento de revolta e tendo constantes brigas familiares.
Em muitas ocasiões, tanto ele como o jovem adulto acabam evitando relacionamentos mais íntimos para não se exporem perante a parceira. São incapazes de manter um contato duradouro, porque, ao não conseguirem mais evitar o contato íntimo, preferem se afastar, com medo e/ou vergonha de que ela tome conhecimento da sua deformidade peniana. Isso explica o porquê de muitos homens com idade avançada nunca terem tido relações sexuais. O problema da curvatura no pênis é motivo de enorme constrangimento e abalo psicológico profundo.
Há casos, ainda, de jovens que, quando alguma colega de trabalho se interessa por eles, chegam a pedir demissão, temendo que, ao se relacionarem, todos saibam do seu problema, ou que, caso não correspondam a tal interesse, sejam considerados homossexuais.
Em outras situações, quando vencem este obstáculo e se relacionam de forma íntima, procuram um local escuro e não permitem que a parceira toque no pênis, evitando, assim, que o problema seja percebido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário