segunda-feira, 9 de março de 2015

CURVATURA PENIANA DO JOVEM - IV

Causas da Doença

Estudos mostram que o problema advém de várias causas, sendo as mais comuns:
» Microtraumas e traumas durante a relação sexual, que em pacientes com predisposição hereditária facilitam a formação de cicatrizes, isto é, a placa, responsável pela curvatura peniana, o que explica a incidência da doença em mais de um membro da família.
» Problemas de ereção, os quais predispõem a dobra do pênis durante o ato sexual, aumentando as chances de microtraumas, que podem levar à doença de Peyronie.
Estima-se que cerca de 10% dos homens desenvolverão a doença durante a vida.

A importância da descoberta precoce

A vantagem de um diagnóstico precoce sobre o pênis curvo congênito é preparar o jovem para uma futura correção e orientá-lo psicologicamente para enfrentar o problema relacionado à sua sexualidade sem traumas, por ser ele motivo de enorme constrangimento e abalo psicológico profundo.
Para se ter uma idéia da complexidade e dimensão desta difícil situação, há muitos homens com idade avançada que nunca tiveram relações sexuais, sempre fugiram de seus relacionamentos com medo e/ou vergonha de que a parceira venha a tomar conhecimento da sua deformidade peniana. Outros, ainda, enveredaram para o caminho das drogas como forma de esquecer o problema. Assim, podemos citar um sem-número de exemplos desta natureza.
Definitivamente, a descoberta tardia pode trazer para o jovem inúmeras e seriíssimas conseqüências traumáticas, comprometendo seus desenvolvimentos sexual, psicológico, social etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário