segunda-feira, 9 de março de 2015

CURVATURA PENIANA DO JOVEM- VII

Abordando o problema

Como ajudar alguém que tenha o problema?
Ao tomar conhecimento de alguém que apresente curvatura peniana, incentive-o a procurar ajuda de um profissional especializado para resolver o problema, pois a solução é mais simples do que se imagina e quanto mais cedo o caso for diagnosticado e tratado, menos traumas este causará.
Como os filhos devem abordar os pais?
Ao perceber uma curvatura, assim como qualquer outro tipo de problema em seu pênis ou testículos, é fundamental que o jovem procure falar com os seus pais ou parentes de sua confiança, pois estes são os seus melhores amigos. Mesmo se não souberem como proceder, ao menos poderão orientá-lo e ajudá-lo a procurar ajuda médica especializada.
O importante é não ter medo e/ou vergonha, pois este é um problema muito mais comum do que se pode imaginar e quanto mais rápido se tomar uma providência, menos problemas o jovem terá no futuro.
Quanto aos testículos, se não for verificada a presença dos dois ou se um for maior ou menor que o outro, é necessário que haja uma avaliação médica.
Como os pais devem abordar os filhos?
É imprescindível que os pais tenham um diálogo franco e aberto e não tenham medo e/ou vergonha de conversar com seus filhos com relação à sua sexualidade, evitando, assim, que o jovem venha a ter problemas sérios no futuro.
Ao perceber uma curvatura no pênis do seu filho, aborde o assunto e ajude-o a procurar auxílio médico especializado...

Tenho o problema. E agora?

Cabe-nos alertar o adolescente ou adulto jovem para que não se envergonhe de buscar um profissional especializado para conversar abertamente sobre o problema, que é muito comum e cuja solução é uma realidade muito mais simples do que se imagina.
Caso não seja auto-suficiente para procurá-lo, converse com seus pais ou parente próximo de confiança e peça auxílio, pois estas são as pessoas mais amigas que temos ao nosso redor e, com certeza, saberão respeitar tanto sua questão como o segredo que pedir para o seu problema...

Nenhum comentário:

Postar um comentário