segunda-feira, 9 de março de 2015

CURVATURA PENIANA NO JOVEM XIII

Aspectos Psicológicos

Ao longo da história, o pênis vem representando não só o órgão sexual masculino, mas também é o símbolo de poder, virilidade e prazer. Em muitas culturas, como na Grécia antiga, por exemplo, ele era venerado, desempenhando um papel central nas cerimônias de iniciação para a vida adulta ou para uma nova vida.
Não é de se surpreender, então, que deformidades e más-formações em sua constituição também alterem profundamente vivências emocionais básicas no homem, como sua sensualidade e o ato sexual em si.
A vergonha do próprio corpo e a impossibilidade de vivenciar normalmente estes sentimentos e sensações podem levar o indivíduo a uma ansiedade crônica, geradora de grande estresse, estendendo-se para áreas que não estão diretamente ligadas à sexualidade, atrapalhando o indivíduo em seu trabalho, nos relacionamentos sociais e até na superação de pequenos problemas do cotidiano.
Sem o tratamento adequado, uma irritabilidade maior, sentimentos negativos, baixa auto-estima, comprometimento da qualidade de vida e isolamento social também podem aparecer e se agravar ao longo do tempo.
Intervenções cirúrgica e psicológica são muito importantes para que se recupere a auto-estima e a energia necessária para vivenciar os relacionamentos de uma forma mais saudável e prazerosa, com qualidade de vida, tanto consigo mesmo quanto com as outras pessoas.
Na equipe do Dr. Paulo Egydio, o paciente é tratado como um todo até sua completa recuperação e reintegração. Para isto, conta com excelentes profissionais na área de Psicologia, se necessário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário